Medidas europeias de desconfinamento devem priorizar segurança dos cidadãos

Sara Cerdas alertou a Comissão Europeia para a necessidade de adotar medidas específicas para as Regiões Ultraperiféricas, que visem apoiar o relançamento do setor do Turismo e Transportes e ao mesmo tempo garantir a proteção dos seus habitantes e turistas. A intervenção ocorreu esta tarde, durante a Comissão TRAN – Turismo e Transportes, no Parlamento Europeu.

“O setor dos transportes e turismo são dos mais afetados pela pandemia do COVID-19, com sérias perdas económicas para todos os envolvidos, de forma direta e indireta. Nas regiões ultraperiféricas, o turismo representa uma parte significativa do PIB. Dadas as suas especificidades, é importante relançar de forma urgente o setor do turismo nestas regiões, mas com importantes precauções para não superlotar os seus sistemas de saúde, que estão mais distantes da plataforma continental da União Europeia.”

O foco da eurodeputada foi reforçar que, perante estas novas medidas de desconfinamento no setor dos transportes e turismo, é preciso estar em alerta para o caso de haver uma superlotação dos sistemas de saúde destas regiões, pois devido às suas especificidades precisam de uma atenção ao nível europeu.

“É fundamental a Comissão Europeia desenvolver mecanismos para apoiar o relançamento dos setores de turismo e transporte nas regiões ultraperiféricas, garantindo a proteção dos seus habitantes e turistas”, alertou a eurodeputada, no decorrer da Comissão parlamentar.

Sara Cerdas advertiu ainda a Comissão Europeia para a necessidade de trabalhar em estreita articulação e colaboração com os Estados-Membros e com o poder local, nas medidas a serem desenvolvidas para o desconfinamento, em especial com os países que têm regiões ultraperiféricas.

Durante esta reunião, a Comissão Europeia apresentou novas medidas de alívio ao setor. Com a elevação das fronteiras, a madeirense está atenta às diretrizes da Comissão Europeia sobre a saúde e segurança no setor turístico.