Missão do Parlamento Europeu permitiu fortalecer laços com OMS

Sara Cerdas participou ao longo dos últimos dias na Missão do Parlamento Europeu a Genebra e Lyon, onde teve oportunidade de reunir-se com o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Dr. Tedros Adhanom, e a sua equipa. A iniciativa da delegação do Parlamento Europeu da Comissão Especial de Combate ao Cancro (BECA), na qual Sara Cerdas é vice-presidente, pretendeu identificar no terreno as dificuldades e necessidades de diferentes organizações, bem como estreitar laços e sinergias.

Sara Cerdas destacou a importância de trabalhar em conjunto e em colaboração com a OMS, com o objetivo de trazer maior e melhor evidência para o Plano Europeu de Combate ao Cancro. “Estas reuniões foram muito produtivas e importantes em termos do multilateralismo, para impulsionar um Plano Europeu de Combate ao Cancro mais resiliente, completo, com mais evidência e que permita atuar nos diferentes estadios da doença. Se atuarmos nas causas conhecidas como fatores de risco para cancro, também poderemos trabalhar para evitar outras doenças não transmissíveis com alta carga de doença, como as doenças cardiovasculares."

Durante a visita à sede da IARC, a Agência Especializada em Cancro da OMS, em Lyon, os parlamentares abordaram em pormenor as questões da prevenção. Na ocasião, Sara Cerdas referiu que “ainda estamos demasiado focados na doença em si e no tratamento. É necessária uma maior aposta na deteção precoce, pois 50% dos fatores de risco nos casos de cancro ainda são desconhecidos. Se estabelecermos boas redes de investigação, que analisem estas questões, com estudos robustos e além fronteiras, poderemos perceber melhor estas causas.”

Nas reuniões de trabalho, Sara Cerdas focou também a importância de garantir acessibilidade ao tratamento aos doentes oncológicos, em especial aqueles que vivem em regiões mais isoladas, como é o caso das regiões ultraperiféricas.

Durante a missão, a delegação de trabalho visitou também o Hospital Civil de Lyon (HCL), o seu centro universitário, e o Pólo de Investigação em Cancro de Lyon Auvergne-Rhône-Alpes (CLARA).

As conclusões desta missão irão permitir complementar o Plano Europeu de Combate em Cancro, em que Sara Cerdas tem trabalhado como membro e vice-presidente desta Comissão, e reforçar a preparação e a resposta da União Europeia a crises em saúde. O relatório deverá ir a votos no plenário no início do próximo ano e contará com um financiamento de 4 mil milhões de euros para a sua implementação.