top of page

Sara Cerdas desafia Governo Regional a utilizar fundos da UE para melhorar ligação com Porto Santo

A eurodeputada Sara Cerdas insta o Governo Regional a aproveitar os fundos disponíveis da União Europeia (UE) para melhorar a mobilidade e coesão entre as ilhas da Madeira e Porto Santo.



A socialista aponta que estão disponíveis 40 milhões de euros para o financiamento de um ferry eficiente do ponto de vista ambiental. “É imperativo que o Governo Regional aproveite os fundos disponíveis, não só pela questão ambiental, mas porque estes podem melhorar a qualidade de vida dos madeirenses e porto-santenses. Estes fundos são uma oportunidade única para implementar alterações ao atual modelo de transporte marítimo para o Porto Santo, que resolva as vicissitudes desta ligação, como a inexistência de transporte em janeiro, apenas uma viagem diária e uma travessia demasiado morosa, vicissitudes que em nada beneficiam o Porto Santo e a região.”


Para Sara Cerdas o financiamento específico para a sustentabilidade e eficiência energética do ferry não deve ser apenas canalizado para o operador, mas sim utilizado pelo Governo Regional para resolver e impor alterações nesta ligação que vão ao encontro das necessidades da população, em particular da dos porto-santenses, como também deve ser utilizado estrategicamente pela região para assegurar uma maior coesão entre o Porto Santo e a Madeira.


Sara Cerdas lembra que uma ligação ferry entre o Porto Santo e a Madeira mais eficiente, rápida, várias vezes ao dia e durante todos os meses do ano poderá ser também a solução para resolver parte dos constrangimentos do aeroporto da Madeira.


“Estamos perante uma grande oportunidade. Estes fundos disponíveis devem ser aproveitados não para derramar mais dinheiro no atual sistema, mas sim para implementar mudanças e inovações que resolvam os problemas desta ligação e que tragam mais-valias para todo o arquipélago. A melhoria da mobilidade entre a Madeira e o Porto Santo não só facilitará a vida dos residentes, como também fortalecerá o turismo e a economia regional. Adicionalmente, a implementação de soluções de transporte mais ecológicas contribuirá para a proteção do meio ambiente e a sustentabilidade a longo prazo.”


O programa do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER)/ Fundo Social Europeu na Madeira no próximo orçamento comunitário a longo prazo (QFP 2021-2027) prevê o financiamento de um ferry eficiente do ponto de vista ambiental para melhorar a mobilidade entre as ilhas da Madeira e de Porto Santo. Este projeto conta com o recurso a 40 milhões de euros das verbas do FEDER, durante o seu período de financiamento. Sara Cerdas exorta o governo regional a agir prontamente e a trabalhar em estreita colaboração com a UE e as respectivas entidades para aproveitar os recursos disponíveis.

Comentarios


bottom of page