Sara Cerdas pede à Presidência Eslovena que lidere com ambição as negociações do “Fit for 55"

Sara Cerdas aponta que a Presidência Eslovena terá um papel “crucial” em definir o ritmo no Conselho quanto ao novo pacote legislativo “Fit for 55", apresentado pela Comissão Europeia ontem, e defende que esse seja “o foco com vista a cumprir as metas e objetivos para 2030 e 2050” e uma “prioridade para proteger as gerações futuras do impacto das alterações climáticas”.

As propostas legislativas apresentadas neste pacote visam assegurar que a União Europeia cumpre a meta de redução de pelo menos 55% das emissões até 2030, relativamente aos níveis de 1990, e atingir a neutralidade climática até 2050.


A posição da deputada surgiu no seguimento de uma audição ao Ministro do Ambiente e Ordenamento do Território, Andrej Vizjak, na Comissão de Saúde Pública, Segurança Alimentar e Ambiente, onde deixou patentes estas prioridades e chamou atenção para a proteção da biodiversidade nas Regiões Ultraperiféricas.


“Sobre a proteção da biodiversidade, saudamos o seu alto compromisso em garantir uma ambição no contexto da COP15 (15ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica) e gostaria de apelar a uma consideração especial que deve ser dada às regiões ultraperiféricas, que representam 80% da biodiversidade na UE”.

A eurodeputada questionou ainda o ministro sobre como este “vai garantir a ambição na economia circular e a transição para uma abordagem baseada em todo o ciclo de vida dos produtos”, contribuindo para os objetivos do Pacto Ecológico Europeu.


No passado dia 1 de julho, a Eslovênia assumiu a presidência rotativa do Conselho da UE. Depois da audição ao Ministro da Saúde da Eslovênia, na segunda-feira, os eurodeputados trocaram opiniões sobre as prioridades da Presidência, esta quarta-feira, com o Ministro do Ambiente e Ordenamento do Território, Andrej Vizjak.